Skip to content

Posts

Adele

Adele Laurie Blue Adkins é taurina de 5 de maio de 1988. Nascida em Tottenham, Londres, estourou na mídia em 2008 ao receber o BRIT Awards Critics’ Choice e foi nomeada talento-destaque de 2008 no BBC músicas e críticas anual, o Sound of 2008. Ela também foi nomeada a diversos Grammy Awards e ganhou 2  prêmios, Best New Artist e Best Female Pop Vocal Performance em 2009. Em 2010 Adele foi indicada no Grammy Award para  Melhor Performance Vocalista Pop por “Hometown Glory”.

Algumas fotos da mocinha:

Dona de  uma voz suave e de um estilo musical que, segundo ela mesmo costuma dizer, “a brokenheart soul”. Quando foi comparada com Duffy e Amy Winehouse, ela retrucou dizendo: “we’re a gender, not a genre”.

Dá pra ver que a mocinha tem personalidade, né? O rostinho angelical até que disfarça!

Por um tempo, Adele  teve alguns  problemas com bebida, e um  relacionamento conturbado com um namorado que a fez num dado momento até cancelar shows, logo no início da carreira – o que ela obviamente se arrependeu depois.

Uma de suas melhores músicas chama-se “Chasing Pavements”,  e foi escrita por Adele aos 16 anos. Eu sou suspeita, porque gosto de todo o album dela, o “19”. Ela planeja lançar seu segundo album em Janeiro de 2011.

Aqui algumas músicas dela que são lindas e que eu amo escutar em repeat:


E aqui um trecho da entrevista de quando ela ganhou os 2 prêmios 2009:

Fala sério, estou apaixonada pela música dela!

E vocês, gostaram?

Beijos!



5 Comments

There’s hope!

Frase hilária que acabei de ouvir no trabalho, que merece todo lugar de destaque aqui no blog, que é feito por uma mulher de verdade (tirando de tempo a brincadeira com “Amélia”), para um  público que é eminentemente composto por mulheres de verdade:

“Celulite pra mim é antiderrapante!”

Devo dizer que me orgulho! <3

There’s hope!!!

Imagens: We  <3 It.

3 Comments

Dica do mestre!

Há um tempinho atrás recebi este email, e gostaria de compartilhar com vocês essa mensagem que se aplica não somente no ambiente de trabalho, mas também  em casa, com os amigos, com a família.

Não se trata de “regras sociais”. São dicas de atitudes positivas que não tem a pretensão de tornar você uma pessoa melhor. Isso  é contigo. É apenas para refletir sobre como nós nos relacionamos uns com os outros e o impacto de nossas atitudes nessas relações.

Não é um texto longo. Acho que vale a pena, reserve um teminho do seu dia para reflexão:

Como Fazer Acontecer

“Coloque as idéias em ação. Lembre-se que uma idéia razoável colocada em ação é muito melhor que uma grande idéia arquivada.”

Pesquisas junto a presidentes de empresas reforçam a importância dessa dica. Grande número de executivos dizem: “Em nossa empresa muitas pessoas têm idéias. Poucas, porém, são aquelas que conseguem fazer as idéias realmente acontecerem…”

A capacidade de fazer acontecer parece ser, nos dias de hoje fundamental para o sucesso. Seja na escola, no trabalho, na vida.

Oscar Motomura, diretor do GRUPO AMANA-KEY, organização de vanguarda que desenvolve executivos e empresas para os desafios dos novos tempos, parceira da Tilibra em projetos educacionais, preparou as seguintes dicas especialmente para você. Um presente Tilibra, pois pensar é bom. Mas fazer acontecer é muito melhor.

1. Visualize com detalhes, como se tudo já estivesse realizado. Imagine com detalhes o estado desejado. Essa imagem cristalina é algo que irá naturalmente orientá-lo quanto ao que deve ser feito (como começar etc.).

2. Dê rapidamente o 1º passo. Confie nos “lampejos” que você tem. Se você sente confiança interior (não pense em explicar) aja sem hesitação e dê o primeiro passo. A natureza fará a seqüência acontecer (outros passos seus e de outras pessoas que você toca no primeiro movimento).

3. Faça tudo “de corpo e alma”. Não seja “morno” “fazendo por fazer”. Até o “impossível” se torna possível quando nos envolvemos integralmente.

4. Faça tudo com muita boa vontade e prazer. As probabilidades de dar certo aumentam tremendamente quando fazemos tudo com a mente alegre.

5. Seja otimista. Não se deixe influenciar pelos cínicos e pelos pessimistas. Ajude a construir o ideal, a cada dia dando o passo do dia.

6. Concentre-se nos seus pontos fortes. Ao invés de se deixar bloquear por eventuais pontos fracos, ancore-se no que você tem de melhor.

7. Concentre energia. Evite desperdiçar energia fazendo as coisas “de forma picada”, ou começando muitos projetos sem nada concluir.

8. Decole e vá aperfeiçoando em pleno vôo. Planeje o suficiente. Evite “afogar-se” em “planejamentos que nunca terminam” ou planos que nunca saem do papel.

9. Esteja sempre focado na busca de soluções. Use sua energia na busca de soluções ao invés de desperdiçá-la lucubrando somente sobre problemas.

10. Crie condições favoráveis. Procure trabalhar as barreiras positivamente até que elas se enfraqueçam ou desapareçam ao invés de tentar atravessá-las à força.

11. Seja natural. Não seja derrotado pelo “excesso de esforço”. Faça o que tem que ser feito e mantenha a tranqüilidade interior. Dê espaço para a natureza também fazer a sua parte…

12. Pense sempre nos riscos e nas recompensas. Não se deixe imobilizar pelos riscos. Equilibre sempre tentando visualizar as recompensas possíveis. Uma vez que o balanço lhe pareça equilibrado, aja conforme sua intuição.

13. Neutralize os “palpiteiros inconseqüentes”. Não se deixe influenciar por “opiniões” irresponsavelmente colocadas pelos outros. Aprenda a distinguir conselhos sábios, bem intencionados de comentários “rotineiramente” jogados pelas pessoas.

14. Evite lucubrar. Não desperdice energia lucubrando demais, principalmente se forem especulações negativas. Ao invés disso, comece a caminhar, mesmo através de um pequeno passo.

15. Seja transparente. Nem sequer pense desonestamente pois isso drena sua energia. (Já imaginou quanto de energia gastamos, para “proteger” a mentira contada ontem?). Ser transparente multiplica energia. Energia que faz acontecer.

16. Seja generoso. “A generosidade move montanhas”. As coisas fluem melhor à sua volta porque a generosidade faz agir. “Picuinhas”, ao contrário, imobilizam as pessoas.

17. Aja sempre numa postura ganha-ganha. Evite a postura do tirar vantagem de tudo. Aja pensando em benefícios para todos. As coisas passam a acontecer com mais fluidez.

18. Confie 100% em sua força interior. Fazer acontecer exige fé. Principalmente em si mesmo. É essa convicção que o deixa solto para fazer o que é necessário.

19. Busque excelência, sempre. Um fazer acontecer efetivo deve sempre estar ancorado na busca do melhor, do perfeito, do ideal. Quão próximos chegaremos à perfeição é outra coisa. O alvo, porém, deve sempre ser a perfeição.

20. Chute acomodação e “imobilismo” para longe de você. A capacidade de fazer acontecer é algo para ser aperfeiçoado pela vida toda. Não se acomode. Procure sempre melhorar seu próprio recorde.

Imagem: We <3 It.

1 Comment

Manifesto: Para os garotos…

O Manifesto é um espaço aqui no blog que eu reservei pra escrever coisas que penso e desejo compartilhar com meus leitores. Sintam-se à vontade para comentar, concordar ou não, pois o Manifesto é pra isso mesmo: botar a boca no trombone e falar o que pensa.

E eis que hoje eu me deparei com essa mensagem muito linda e totalmente verdadeira. Porque os garotos muitas vezes se queixam que não entendem as mulheres, e as mulheres muitas vezes se sentem desprezadas pelos garotos. É a eterna guerra dos sexos.

Porém existem certas coisas que são universais, que vão além das fronteiras geográficas, culturais, das opções sexuais e por aí ai. Um dessas coisas é o amor. É um sentimento que simplesmente acontece e nos torna pessoas melhores. Quando amamos, e principalmente quando nos apaixonamos, é um momento de plenitude, quando parece que respiramos melhor, o sol brilha mais bonito, e a pessoa que é objeto do amor  torna-se um amuleto que reverenciamos com dedicação.

Mas daqui pra isso acontecer, tem muito obstáculo… Por isso achei que esse texto singelo e despretencioso pode ajudar a entender os “gatilhos” que despertam sentimentos especiais. Não é exatamente uma fórmula, é apenas uma maneira bonita de dizer que muitas vezes os  gestos transformam aquilo que sentimos por outra pessoa.

Leiam o texto e me digam se é  verdade ou não.

Carregue ela…

…e finja que você vai jogá-la na piscina. Ela vai gritar e te bater, mas secretamente ela vai amar. Segure sua mão enquanto você conversa. Segure sua mão enquanto você dirige. Apenas segure sua mão. Diga que ela está linda. Olhe em seus olhos enquanto você fala com ela. A proteja. Conte piadas idiotas para ela. Faça cócegas nela, mesmo que ela te mande parar. Quando ela começar a te xingar diga que a ama. Deixe-a adormecer em seus braços. Deixe-a brava, em seguida, beije-a. Provoque ela. Deixe ela te provocar de volta. Beija-a na bochecha. Beija-a na testa. Apenas beije-a. Deixe-a vestir suas roupas. Vá devagar. Não force nada, e quando você se apaixonar por ela, diga a ela.

Imagens: We Heart It

9 Comments

Ser designer é…

* ter o despertador avisar a hora de ir dormir, e não a hora de acordar;
* ter uma diéta a base de café, Coca-Cola e RedBull;
* ter fones de ouvidos quase implantados na sua cabeça;
* tomar café da manhã, almoço e janta ao mesmo tempo;
* ter os amigos dizerem “Que bonito isso!” mas não entenderem o conceito;
* refazer um job pois ninguém entendeu o conceito;
* ter mais fotos de coisas do que de sua família;
* saber usar o Photoshop, Illustrator, InDesign e Dreamweaver mas não entender como rodar o Excel;
* comprar revistas de R$ 50 mas não ter tempo de ler;
* não conseguir olhar para qualquer coisa gráfica sem tentar melhorá-la na sua cabeça;
* não conseguir andar pelo shopping sem criticar embalagens de produtos;
* ouvir sua vó lhe apresentar orgulhosamente como “artista” para amigos;
* sua mãe achar que você trabalha com computadores;
* ser confundido como “técnico em informática” pois “você passa muito tempo na frente daquele tal computador”;
* cobrar o cliente constantemente o briefing e materiais para não estourar o cronograma;
* cliente demorar para enviar o briefing e materiais e depois reclamar que você está estourando o cronograma;
* terminar o projeto após 3 meses e 20 rodadas de aprovação para o cliente dizer “não sei…acho que não ficou muito legal”;
* passar metade do projeto convencendo o cliente que você sabe o que está fazendo;
* passar a outra metade do projeto explicando ao cliente que você está cobrando pelo seu conhecimento;
* ter alguém dizer “Meu sobrinho também faz dizáin“. E quando questionado sobre em qual período ele se encontra, escutar um “Tá terminando o Ensino Médio”;
* acordar se sentido um “garoto de programa” pensando em duas coisas: 1) você precisa parar com isso. 2) você precisa cobrar mais caro por isso;
* passar metade da vida falando pra todo mundo que “logomarca” não existe;
* desistir de ensinar a todo mundo que “logomarca” não existe;
* estranhar aquela luz amarela no céu quando você finalmente sai de casa durante o dia;
* ter que explicar a um cliente que uma gráfica não imprime uma imagem JPG com resolução de 72dpi e em RGB para fazer um outdoor;
* ter que explicar ao cliente o que é JPG, dpi, RGB e “cêmique“;
* ter que explicar que Pantone não é aquele pão com frutas cristalizadas que vendem no natal;
* acordar dia após dia, sabendo que essas coisas nunca vão mudar e mesmo assim pensar: “Eu não me vejo fazendo nada melhor na vida. Amo tudo isso”

Fonte: Design on the Rocks via @anjodeasapreta

2 Comments

Lojas Renner fazem homenagem às soteropolitanas!

Achei  muito lindo o VT que as lojas  Renner fizeram pra homenagear a mulher baiana. A campanha começou a ser veiculada a partir da metade de Agosto (confesso que não vi ainda!), e a voz que nos embala com a música é  do ator  Lázaro Ramos, também baiano, e que de artistas do país é um dos que mais gosto do trabalho!

Pra quem nunca veio a Salvador, é uma boa oportunidade de ver alguns dos pontos turísticos mais famosos da cidade, num clima envolvente de sedução… Ui!

Não sou muito fã de Salvador, e as coisas não são tão bonitas quanto aparecem no vídeo, mas devo render-me à qualidade da procução, que ficou muito boa!

Confiram:

Gracinha! #hebefeelings

E vocês, gostaram?

Via: Cidade Marketing

5 Comments

Tattoos: Nerd pride

Eu adoro tatuagens, super acho uma forma interessante de se comunicar com as pessoas, de mostrar sua personalidade, de se enfeitar, se sentir bem, etc. Eu como uma pessoa amante viciada das artes, das fofinhas às mais bizarras, apoio todo tipo de manifestação artística, por mais que  eu não entenda algumas coisas, às vezes.

Por quê todo esse texto? Porque as fotos a seguir são de tatuagens de  pessoas eminentemente nerds, então quem tem repertório vai se embolar de rir, muito provavelmente, como eu fiz! #nerd

Essa tá boniiita!

Aqui eu fiz uma galeria com mais algumas tatuagens nerds:

E vocês, gostaram? Fariam tatuagem?

Beijos!

Fonte: Ideia Fixa

2 Comments

Blogueiras de moda viram alvo de paródias

Várias são as blogueiras que sigo religiosamente que tratam de assuntos diversos, mas sobretudo de moda. Eu e uma legião de garotos e garotas pelo mundo afora! Claro que nessa imensidão da internet não ia faltar alguém disposto a tirar um sarrinho, né? E não é que ficou ótimo?!

Os responsáveis pela brincadeira são os franceses Vincent e Lorenzo P. que atribuem ao trabalho deles o nome de “bricolagem poética”.

As “vítimas” são blogueiras famosas como Blog de Betty,The Cherry Blossom Girl, Pandora, Cuillère à Absinthe e Le Blog de la Méchante.

Le Blog de Betty

The Cherry Blossom Girl

Os garotos do Le Petit Écho Malade são criativos. Para compor os looks, eles lançam mão de toda sorte de material, cenário, até papel recortado e colado na roupa tá valendo!

A versão dos meninos…

… para a real das meninas do Pandora!

Le Petit Écho Malade é um trabalho artístico sobre a contraforma. Ele copia os blogs de moda para questionar os códigos e as maneiras de representar a moda. As críticas estão abertas, isso faz parte do jogo, mas não gostamos de insultos. É tudo para rir”.

Cuillères à Absinthe

Le Blog de La Méchante – o carão é TU-DO!

Fonte: Criativa

3 Comments

50 motivos?

Quem se identificar com uns 10 itens tá ferraaaaado!!! #rialto

50 motivos para não casar com um designer:

1. Há milhões e milhões de designers no mundo.
2. São egoístas e egôcentricos.
3. Todos têm salários baixos.
4. Não aceitam críticas (recebem mas não as entendem).
5. Eles odeiam outros designers.
6. Não sabem somar nem subtrair quando vão ao mercado.
7. Não sabem mudar uma lâmpada sem fazer um esboço
8. Gostam de ver os créditos completos do filme (e cenas cortadas).
9. Não deixam você decorar a sua casa.
10. Tudo é um grande brainstorm (tempestade de ideias).
11. Você nunca saberá se os documentos e credenciais são reais ou adulterados.
12. Fazem montagem com suas fotos.
13. Mantêm revista e qualquer coisa que tenha fotos no banheiro.
14. Idolatram pessoas totalmente desconhecidas (Banksy, Sagmeister, Basquiat, Paul Rand, etc.).
15. Tira fotos para seu diário todos os dias.
16. Acham que tudo pode ser resolvido com um Shape ou uma nova Layer.
17. Tudo é justificado a esquerda, direito e centro, pelo menos quando estão atrasados.
18. Todos odeiam a fonte “Comic Sans” (e amam Helvetica).
19. Tomam bebidas de qualquer espécie apenas porque gostam da embalagem.
20. Eles roubam placa da rua e orelhões telefônicos.
21. Roubam cartazes de shows e eventos e te fazem passar vergonha.
22. Amam ténis com cores estranhas e bizarras.
23. Usam all star com roupa social e acham o máximo (Cuidado ele pode usar isso no casamento).
24. Tem sempre marcas de tintas em suas mãos.
25. Eles ficam irritados com as palavras: bonito, feio e artista.
26. Eles precisam consultar o Pantone antes de se vestir para saber a combinação correta e para ter um contraste legal.
27. Eles odeiam Office (Word, Excel, PowerPoint, Publisher).
28. Acham que podem salvar o mundo com um cartaz bonito.
29. Eles sempre sabem tudo todo o tempo.
30. Gostam de músicas “Indie” (Aquela música que metade da humanidade nunca ouviu falar).
31. Criam suas piadas locais, e vão rir daquele video que você achou sem graça no Youtube.
32. Lêem livros raros, histórias para crianças e semiótica.
33. Eles gastam horas incontáveis em seus espaços, rindo sozinhos, com seu computador (geralmente Mac).
34. Sua vida social depende de seus amigos e outro designer.
35. A maioria é viciada em tecnologia, ou seja todo o dinheiro da família vai parar na Apple Store.
36. Eles gostam de camisas com estampas e alguma brincadeira sobre algo atual ou muito retrô.
37. Todos tem suas lojas preferidas, que atendem o publico “Staile”.
38. Eles viram psicopatas quando você diz que design é apenas desenho.
39. Começam a rir sozinho quando pensam em como executar um job.
40. Fumam maconha!
41. Sempre dizem que podem superar o trabalho dos outros.
42. Todos já foram ou cogitarão ser DJs (pelo menos uma vez).
43. Costumam vender tudo que compram, livros, revistas, canetas, camisetas (cuidado você está a venda).
44. Todos tem personalidade geeks e infantis.
45. Gostam de desenhos americanos ou japoneses e passarão horas assistindo.
46. Gostam de mudar de cidade, estado país o tempo todo.
47. Trabalham retocando foto de modelos e olhando mulheres em grande parte do seu tempo.
48. Assistem documentários e vão a museus o tempo todo, não importa o que seja.
49. Fumam Camel porque acham a carteira bonitinha.
50. Tenha sempre um bom sonho, porque eles trabalham a noite.

Bom, posso dizer que eu e meu namorado estamos FERRADOS!!!

E vocês, casariam com um(a) designer? #coragem

Fonte: Zupi
Créditos da imagem: We Heart It
3 Comments