Skip to content

Vivienne Westwood – parte II

Olá pessoas! Preparei um post recheado de fotos e vídeos bem interessantes pra vocês! Vamos lá então?

No post anterior eu falei um pouquinho sobre quem era Vivienne Westwood, e muito da relação dela com a Melissa.

Esta segunda parte é sobre o mundo fashion que esta senhora muito simpática habita, suas coleções extremamente vanguardistas e marcantes, e suas preocupações com a  humanidade. Muitos não sabem, mas Dame Westwood é extremamente politizada, e faz uso das passarelas para expor assuntos polêmicos do momento. Por exemplo, quando o brasileiro Jean Charles foi morto em Londres em 2007 de forma bizarra, Vivienne fez questão de trazer pra o desfile camisas podres, sujas de sangue com os dizeres: “I’m not a terrorist”. Era obviamente um questionamento a respeito do radicalismo da polícia londrina e clara discriminação de um cidadão, fruto do “culto ao terror” empregado pelos EUA após o atentado do WTC em 2001.

No início deste ano, Vivienne Westwood após o desfile de sua coleção na London Fashion Week, pediu para que as pessoas parassem de comprar desenfreadamente e ajudassem os mais necessitados. Tal movimento é resultado do envolvimento da estilista com causas ambientas e humanitárias, que resultou no manifesto Active Resistance to Propaganda, lançado no ano passado. A dica é simples: comprar não porque todo mundo tem, mas porque você realmente gostou.

“Não é suficiente acompanhar a política mundial, assistir a filmes e ler os livros best-sellers. Isso é superficial, você precisa ir mais fundo para entender quem você é, o que o mundo é e como as coisas podem ser melhores. Isso envolve a cultura que só pode ser adquirida com a auto-educação: seres humanos deveriam espelhar o mundo”

Quando foi questionada sobre o consumo de suas peças mostradas dos seus desfiles, que logo estarão nas lojas custando bem caro, a estilista foi categórica: “Não estou defendendo, mas não acho que minhas peças sejam um lixo. Só quero que as pessoas comprem porque realmente gostaram”.

Atualmente, em parceria  com a Lee Jeans, Vivienne Westwood lançou o 100 Days of Active Resistence e junto com ele o site, que a partir do dia 8 de setembro passou a publicar diariamente fotografias, slogans e obras de arte inspiradas nessa filosofia de consumo consciente. Vale a pena dar uma checada! Aqui, algumas amostras  de propagandas protagonizadas pela própria Vivienne:

A ideia é que o endereço seja uma instalação com diferentes interpretações da atitude proposta pela estilista. A data de estréia coincidiu com a noite londrina do Fashion´s Night Out e ao final dos 100 dias os melhores trabalhos farão parte de uma exposição. Uh la la!

Posso dizer que essa é uma preocupação que poucas pessoas envolvidas na mídia tem. Não é porque você faz sucesso e precisa vender que você deva fazer isso desenfreadamente, sem critério. Acho que todo mundo pode fazer sua parte e agir de forma mais consciente. Se a moda é uma forma de se comunicar, e de fato ela é sim, é possível fazer isso passando mensagens consistentes, que abram os olhos do mundo pra a realidade que atinge seres tão humanos quanto nós. Nem preciso dizer que sou fã assumidíssima, e concordo com tudo em grau, número e gênero!

Resolvi colocar aqui pra vocês verem algumas imagens de artigos desenvolvidos pela Dama do Punk:

De tirar o fôlego, né? Muito amor às echarpes e às bolsas!

Pensa que acabou? Nada disso! Confira abaixo os desfiles das duas coleções passadas de Vivienne Westwood, que são pura referência de estilo, cultura e diversão:

Vivienne Westwood Coleção Verão 2010 parte 1:
Vivienne Westwood Coleção Verão 2010 parte 2:
Vivienne Westwood Coleção Inverno 2011 Parte 1:
Vivienne Westwood Coleção Inverno 2011 Parte 2:

E aí, o que acharam?

Beijos!

3 Comments

  1. LiLi LiLi

    ok, eu sei que no próprio post tem dizeres dele abordando o consumo consciente, mas… vamos assaltar um banco pra comprar todas essas coisinhas lindas e maravilhosas? hihihihihi

  2. Posso fazer parte da quadrilha? 😛

  3. Vivienne é incrível. Uma fonte de inspiração para qualquer tipo de artista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *