Tagged: moda

Listras

Existem alguns itens favoritos quando a gente fala de moda. Um vestido preto, salto alto, batom vermelho, aquele jeans incrível… São peças praticamente unânimes nos armários da mulherada!

Mas e quanto as estampas?
Bem, sempre existirão o poá, florais e afins, por exemplo. Assim como as estampas xadrez, que estão em alta neste inverno, inclusive… E as listras.

Tem quem ame e quem odeie. Eu adoro, já fiz alguns looks com a padronagem e tudo, mas fugi feito o diabo da cruz daquela febre das calças beetlejuice, por exemplo. É, não dá pra agradar todo mundo, certo?

Todo mundo aqui já está careca de saber que eu detesto caga-regra de moda, e as listras estão no top 5 desta lista negra, mas a verdade é que esse papo das listras horizontais engordarem é pura conversa pra boi dormir, porque influenciam muito mais no efeito visual que a roupa causa no corpo o corte da roupa e o caimento do tecido. Vou bater nessa tecla até o mundo repetir em coro, comigo! Rs

Aí que nessas andanças na internet, selecionei alguns looks de meninas arrasando com as estampas listradas, pra dar aquela inspirada e tirar o medo de quem ainda não consegue tirar aquela saia/blusa/calça do armário:

20140528-111629-40589406.jpg20140528-111628-40588186.jpg20140528-111626-40586310.jpg20140528-111630-40590849.jpg

Deu branco

Não sei se já contei aqui pra vocês, mas na Bahia é costume usar branco na sexta-feira. É bem verdade que antigamente as pessoas seguiam mais à risca o hábito, hoje nem tanto, mas ainda tem muita gente que faz questão de manter viva a tradição, seja por religião, respeito, cultura… Eu uso, adoro a cor branca, principalmente vestidos, saia longas e blazer… Este eu ainda estou na procura!

O que mais a gente escuta por aí é o que mulheres com curvas (gordas, gordinhas, gorduchas, gorditas, etc) devem evitar quando se trata de roupa. A cor branca, com certeza, é o primeiro da lista pra ser evitado. Nem preciso falar o quanto isso me dá preguiça… Se fosse pra existir uma regra, diria que devia ser a de que a gente deve usar aquilo que nos faz bem! E acrescentaria um conselho de amiga: observe sempre o caimento da roupa em você. Esse sim é o truque infalível pra qualquer roupa, independente de cor e  formato, ficar linda em qualquer corpo.

Pensando nisso tudo, fui dar aquela pesquisada básica na blogosfera pra dar aquela inspiração nossa de cada dia, e olha… Quanta ideia bacana! O branco pode assumir diversos estilos, do chic ao despojado, do romântico ao esportivo.

and-i-get-dressed

ashley-rose

amarachi-ukachu

everything-curvy-and-chic

girl-with-curves

nadia-aboulhosn

nicolette

gabifresh

Pensa comigo: são oito mulheres lindas, com biotipos bem diferentes, usando looks completamente ousados e interessantes. COMO ASSIM tem gente que ainda tem coragem de falar que roupa branca não serve pra gorda? Das coisas que vou morrer sem entender… Agora, vai lá no armário e bota pra fora aquela sua calça/saia/bermuda/blusa/whatever linda e BRANCA e seja feliz! <3

Beijo e bom final de semana!

Chubstr

Quem pensa que só de moda feminina vive o mundo plus size, está redondamente (hehe) enganado!
Os homens, por mais que digam o contrário, são vaidosos. E não há nada de errado nisso! Afinal, que mulher não se derrete vendo um rapaz super estiloso?
Faz um tempo que eu descobri o Chubstr, um site voltado para moda masculina plus size! Desde então, sempre dou um pulo por lá, para ver o que tem de novo. Vale a pena a visita!
Eles possuem também um Tumblr onde os rapazes postam seus looks super bacanas, reunindo um material bem interessante sobre moda masculina, inspirações, além de fotos bem divertidas!

20130218-110341.jpg

20130218-110413.jpg

20130218-110431.jpg
Agora, quando seu namorado/marido/amigo reclamar que não consegue gostar de nada do que veste, que tal mostrar a ele o Chubstr? Não esquece de curtir a página deles no Facebook, para ficar por dentro das novidades!

Dica literária!

O post de hoje é para quem curte moda, e quer aprender um pouquinho mais sobre ela!
Nestas férias me dei de presente esse livro que é bem didático e explica bem diversas expressões, termos e jargões do mundo da moda: Dicionário Ilustrado da Moda!

20130115-162733.jpg

20130115-162751.jpg

20130115-162808.jpg

O livro vem com mais de 200 verbetes, que vão desde palavras mais comuns, que no mundo da moda têm significados mais específicos, conceitos históricos e vocabulário mais técnico. Além de uma linha do tempo com datas importantes para a evolução da moda!

Achei um livro que diverte e esclarece, podendo ficar à mão para tirar dúvidas que aparecem de vez em quando… Um bom presente pra quem ama moda ou faz cursos na área!

O meu foi comprado na Saraiva e não lembro o preço, infelizmente!
Alguém já leu esse livro? O que achou?

Um papo rápido sobre moda

Vou começar o texto feito introdução dos filmes de Star Wars… Brinks! Huahua!

Mas, é a verdade que todos dizem e sabem: com a internet, não há desculpa pra não saber de nada. Basta jogar a pergunta no Pai-Google e ele te responderá com milhares de resultados.

Há outra realidade que, por vezes, incomoda. Esse tema chegou até a ser matéria da Vogue do mês e Outubro, e não raro vemos discussões acaloradas sobre o assunto: a proliferação dos blogs de moda e a cultura da moda obsoleta.

Hoje, temos diversas pessoas que escrevem sobre moda em blogs, embora poucas com propriedade sobre o assunto. Não me atrevo a dizer que sou total entendedora do assunto, me considero uma pessoa muito mais curiosa pelo mundo da moda do que de fato participante dela. Não só pelo fato de buscar aquilo que mais se identifica comigo – e não só porque está na moda -, mas também porque para mulheres que vestem acima do 42 a indústria têxtil sempre foi muito cruel e limitadora, embora nos dias de hoje o cenário venha começando a mudar a passos de formiga… Pelo menos, parada não está!

Esse tema abrange diversos sub-temas que om certeza dariam verdadeiras teses e livros de cabeceira, por isso vou direcionar o assunto pra algo que sempre me deixou inconformada com o mundo da moda. Eis a questão:

Quem diz o que está na moda?

Em papos sobre o mundo da moda, já vi muita, muita gente se queixar da ditadura da moda. A velocidade com que um peça hoje é a rainha do baile, e amanhã é mandada pra fogueira. Eu também sempre me incomodei com essa realidade, mas sempre me bateu aquela incredulidade, do tipo: “não é possível que algo entre na moda de forma espontânea, tudo isso precisa vir de algum lugar”.

E eu sendo uma pessoa com curiosidade crônica, lá fui pesquisar, ler, perguntar a pessoas que trabalham na área, consultar os astros, enfim… Precisava saber como que é isso tudo funciona. Devo dizer que, na internet, não vi praticamente nenhum site que trouxesse esclarecimentos sobre essas questões para as “pessoas comuns”… Por esse motivo resolvi usar o espaço do blog pra compartilhar as minhas conclusões.

Gente, eu não tenho a pretensão de trazer a resposta do Big Bang ou dizer se Deus existe ou não, mas pude tirar algumas conclusões depois de tanto pensar e pesquisar sobre o assunto:

  • Moda não é arte, moda é indústria. Seja no Haute Couture ou no Ready-to-Wear, o que é colocado na passarela é algo que as marcas sabem que vai vender. Por quê? Te explico logo mais.

20121108-132647.jpg

  • As coleções não surgem no nada: os temas escolhidos pelos estilistas para serem  abordados nas suas coleções tem muito mais a ver com a vida cotidiana e os desejos e sentimentos da sociedade do que você imagina. Quem acompanhou os últimos desfiles nacionais e internacionais devem ter reparado que muitas peças estão com uma carinha vintage, filtros de Instagram e afins… Nenhuma coincidência!

Não foi à toa que eu coloquei aqui peças e looks de coleções que desfilaram na última SPFW deste ano. Observem que todas as peças tem uma inspiração vintage, no Insta (e seu truque mara de transformar o corriqueiro em uma obra de arte, com seus filtros e afins!), mas sempre levando em consideração o tempo atual e suas tecnologias. Acho que as releituras são assim: pegar algo do passado que tem um vínculo emocional forte com o público e trazer repaginado pro presente, mas não ter “cara de museu”.

Há algumas semanas tive o prazer de participar de uma palestra da Stylesight (empresa especializada em pesquisa de tendências para as empresas do segmento da moda, acho o trabalho deles incrível!) em parceria com a Erika Palomino, editora da revista L’Officiel que, para mim (sem jabá nem puxação de saco) é hoje uma das revistas de moda mais “didáticas” do mercado. Sempre me surpreendo com o conteúdo da revista, e a última edição está imperdível, vale a pena mesmo. Espero que prospere – e muito!

Na palestra nos foi mostrado tanto o que a Érika quanto o que a Stylesight estão esperando de tendências de moda para as próximas temporadas. Podem ir se preparando para a volta do sessentinha (repaginado!!), do visual boyish, do sadomasô (alô, 50 Tons de Cinza!), do pink e metais envelhecidos! Anote aí!

Está lançado o desafio: acessem o conteúdo do Stylesight para tendências 13/14 e esperem o efeito déjà-vu!

Espero ter contribuído de alguma forma (positiva) para esclarecer alguns pontos sobre a ~ditadura~ da moda, e encero o post de hoje com a mensagem: busque agregar da moda aquilo que mais se adequa ao seu estilo de vida, gostos e preferências, sinta-se à vontade e feliz com o que veste e, principalmente, não se deixe levar pelo que as pessoas falam de estar na moda (num tom de “você TEM que ter isso”), porque a massificação vem das pessoas que consomem sem critério ou querem que você faça isso pra faturar uma grana. 

Agora, só resta a gente ver como essa loucura toda vai aparecer nas roupas acima do 42, né?! VAMUVÊ!!!!!!

Top 4 Primavera/Verão

A cada estação que se aproxima, as coleções mudam quase que completamente e as tendências dão a tônica do estilo de se vestir. A Primavera, pelo menos por aqui, ainda está bem fria e não muito florida, parece o inverno atrasado. Mas, ainda assim, tanto a Primavera quanto o Verão são duas estações muito solares, alegres, vibrantes que só fazem a gente querer curtir praia, piscina, atividades ao ar livre e se vestir de forma alegre e despojada!

Por isso, selecionei um Top 4 de tendências que tem a cara dessa temporada! Quem vai me ajudar nessa tarefa é a linda e super estilosa Gabi!

Quem disse que só de cores escuras vivem as gorditas? Claro que o pretinho básico ajuda no truque de afinar a silhueta porque “apaga” as curvas do corpo, mas, com as temperaturas mais altas, as cores claras ganham destaque, juntamente com as transparências! Vale se jogar num body ou top que seja da cor da blusa ou num tom mais escuro (nunca no tom da pele, vai parecer que está nua, hein?), pode ser preto liso ou com uma renda bonita para a noite, fica sexy sem ser vulgar!

Essa é uma tendência que muitas não ousam muito montar, e tem sua razão: a probabilidade de você parecer que saiu da academia pra rua é bem alta. A dica que eu dou é tentar misturar dois ou três elementos do universo fitness (um relógio esportivo colorido sempre é uma boa pedida!) ou uma bolsa de lona já cumprem a missão! Se bem que eu ainda tenho fé que vou ver alguém por aí com carão pra se montar numa calça legging de academia, top e blazer! Os sneakers são figurinhas carimbadas por aqui, sejam com salto embutido ou não.

Essa é uma das tendências que eu mais gosto, amo/sou azul! Não tenha medo de se jogar em looks monocromáticos (de mesmo tom ou não), fique sempre atenta aos detalhes como acessórios dourados ou bolsa-box, são sempre bem vindos! Dica: uma sandália nude tem efeito chic instantâneo! E aqui vai uma opinião minha: fuja do óbvio e evite as combinações “marinheiro” do azul-vermelho-branco, é muito óbvio! Desafie sua criatividade!

Por último, uma tendência que já está fazendo a cabeça de muita gente, mas que as amigas gorditas têm uma certa resistência em usar. É bem verdade que cores claras não disfarçam tanto as foras mais redondinhas, uma cor fluo então… Essa aqui é para as corajosas, é um fato! Mas dá pra não passar vontade e usar numa boa essa cor que é a cara do verão: para as mais tímidas, vale abusar dos acessórios, sejam brincos, pulseiras, colares, até bolsas e sapatos. Dica: se for usar mais de um acessório fluo, distancie as peças entre si. Exemplo: se vai usar um colar fluo, opte por sapatos do mesmo tom, ao invés de combinar com a bolsa ou brincos. Assim, você consegue distribuir bem os pontos de cor sem “causar”. Quer um look super phyno? Aposte em peças nude ou brancas. Suaviza o fluo sem perder a bossa!

Agora corre pro armário e comece a montação! :*

Estações Salvador Shopping

Muitos blogs amigos da minha terrinha já fizeram o excelente trabalho de cobrir esse evento incrível que foi feito pelo Salvador Shopping em parceria com Ana Cury Consultoria de Imagem! Mas, eu não podia deixar de falar, ainda que rapidamente, deste evento e do caderno de tendências, por um motivo bem especial que vocês já vão ficar sabendo!

O lançamento do projeto Estações foi lançado no dia 17 deste mês, com um coquetel, exposições e um pequeno “trunk show”, um tipo especial de desfile onde as modelos sobem em plataformas e lá ficam para que todos possam ver com calma todos os detalhes. A exposição vai ficar no L1 do shopping até dia 26, então ainda dá tempo de ir conferir!

O objetivo do projeto era mapear seis tendências de moda e lifestyle que vão despontar na Primavera e no Verão que está por vir. São elas: Fluo, Neutros e Transparências, Geometrias, Sportswear, Azul e Universo Marítimo. Além da produção de moda incrível feita pelas produtoras da Consultoria, arquitetos renomados da cidade criaram lindíssimos ambientes inspirados nessas 6 tendências:

Imagens: Bahia Social

O mundo parece ser tão grande e é, ao mesmo tempo, muito pequenininho, principalmente quando se trata de desejos e sonhos que são perseguidos com tanta vontade… Desde que saí de Salvador para vir morar na Paulicéia, sempre tive um carinho especial pelo Salvador Shopping, por achá-lo super atual, desde a sua arquitetura diferenciada, a ree de lojas que trouxe para o público baiano que acabou de certo modo estimulando o setor no mercado, e aqui em Sampa sempre tive vontade de trabalhar com moda. Pois bem… Aconteceu de eu trabalhar no escri da Ana, que é uma querida e sabe tudo e mais um pouco, e o mais incrível ainda… Ter a oportunidade de, como designer, poder acompanhar de perto a pesquisa das tendências para o shopping e seu público e a cereja do bolo… Criar, com minhas próprias mãozinhas, esse caderno de tendências que foi distribuído no lançamento do evento e que está disponível na exposição! Quer ver meu trabalho de perto? Corre lá pra ver então! <3

Imagens: Bahia Social

Além da montagem do caderno, fiz a parte de comunicação visual do evento, esses adesivinhos indicando os boxes com as tendências que os arquitetos usaram para montar os ambientes. Gente, desculpa a melação, mas pra mim ter participado da concepção desse evento foi motivo de orgulho e emoção, pois foi algo que sempre quis ter a oportunidade de fazer, busquei e consegui! Só tenho a agradecer ao shopping e ao escritório da Ana por todas as oportunidades de mostrar serviço de qualidade, foi uma pena eu não estar lá pra ver o “filho” nascendo, mas já soube que tudo, inclusive o caderninho, foram super elogiados, estou toda orgulhosa! <3

Pra quem ainda não conferiu o material, segue essa versão online:

#orgulho

O Diário de Terry Richardson

Quem curte editoriais de moda, provavelmente já ouviu falar num simpático cidadão todo tatuado com seus icônicos óculos de acetato preto e camisas de flanela quadriculadas. Terry Richardson é um dos fotógrafos mais cotados do mundo fashionista e queridinho de muitas modeletes famosas como Kate Moss, Coco Rocha e por aí vai. O trabalho do cara é sensacional, e eu, pelo menos, sempre fico curiosa pra conhecer também um pouco da vida fora do trabalho de profissionais que admiro, entender um pouco como que esse povo leva a vida… E, graças à dica de Camilo, tive a dica do Terry’s Diary, onde o fotógrafo coloca fotos basicamente do seu dia-a-dia, vida pessoal, amigos, bem gente como a gente mais com um talento pra fotos de cair nosso queixo. Separei aqui algumas fotos incríveis:

Ele sempre com a mesma pose! <3

Agora, um vídeo engraçadinho de Miranda Kerr aplicando uma injeção nele… Oi?

Pra resumir, o cara é uma figuraça, louca, e talentosíssimo!

Lookbook do dia: Arina

Hoje eu vim mostrar pra vocês o perfil do Lookbook de uma alemã muito linda chamada Arina Iero! Ela tem um estilo que varia do rocker ao harajuku (as meninas japonesas que andam fantasiadas pelos bairros de Shibuya no Japão) que eu adoro, mas que são estilos bem fortes e que nem todo mundo ama/curte, e aqui no Brasil infelizmente as pessoas ainda têm a visão sobre estilo bem limitada!

Ainda assim, muitos looks dela são ótimos pra inspirar, e que cabelón ruivo LINDO é esse!!!!

É uma linda! Eu adorei o estilo da mocinha, acho que todos esses looks são perfeitamente usáveis do lado de cá, principalmente no inverno!

Não canso de dizer o quanto adoro e defendo o streetwear. É um verdadeiro laboratório onde as pessoas comuns se colocam como cobaias do próprio estilo, se sentindo livres para experimentar e ver o que funciona ou não no próprio corpo. Pessoas reais usando roupas reais e que arrasam! Claro que com isso não quero dizer que não gosto das maisons e roupas de marca, só entendo que moda não é (e nunca foi) haute couture apenas. Tem espaço pra todo mundo ser do jeito que preferir e se sentir bem assim!

Porque é o fim da picada você ficar sofrendo por uma moda que não cabe nem no seu bolso e nem nos seus padrões, especialmente quando falamos de plus size.

Pra quem quiser ver mais da Arina, clica aqui!